Notícias

Avaliação formativa, feedback e não só...

de Fátima Morgado -

Agora que já deixámos para trás o atribulado ano letivo anterior e nos preparamos para um novo e, quiçá não menos atribulado, ano letivo, vale a pena reservar algum tempo para explorar este canal do YouTube. Aqui encontramos muitas propostas de reflexão e de trabalho que a todos podem inspirar.

Boas leituras/visualizações!

https://www.youtube.com/channel/UC0eazOovu4FRHbt8rDOvUKg/videos

Top 6 conselhos (+1 de bónus!) para este tempo de ERE (Ensino Remoto de Emergência)

de Fátima Morgado -
Com os devidos agradecimentos ao autor, Luís Pitta, do Agrupamento de Escolas de Benfica.

1. Não diversifique nas ferramentas digitais, a menos que já tenha algum conhecimento prévio. Se fizer isso só vai aumentar a sua frustração e desespero! 

2. Esqueça o Zoom e o Webex e tantos outros programas de videoconferência que por aí andam! Se temos na escola o Google Meet (antes chamava-se Google Hangouts Meet) ou o Microsoft Teams mantenha-se fiel a ele. Chega de sobra para o que precisamos! Além disso a maior parte do trabalho nem vai acontecer aí. A maior parte do trabalho acontece dentro da plataforma de ensino, qualquer que ela seja. Ver ponto 4.

3. Utilize o navegador Chrome. Mas isso não basta. Crie imediatamente os seus diferentes perfis (conta pessoal do Pai, conta pessoal da mãe, conta escolar da Mãe, conta do filho A, etc.). Esta regra é válida para todos os utilizadores quer sejam professores ou alunos [Ver como?]

4.  A grande dificuldade não se vai colocar ao nível do domínio técnico da plataforma de ensino (Google ClassroomMoodle ou outra qualquer) onde foi criada a nova disciplina. A grande dificuldade surge daí para a frente, ou seja, na construção e/ou adaptação (que por vezes é mais trabalhosa do que construir do zero) de conteúdos pedagógicos que "preencham" semana após semana os conteúdos da disciplina, que seguidamente terá de ser testada, enviada, recolhida, avaliada e entregue aos alunos. E o ciclo repete-se: construir, testar, enviar, avaliar, entregar e... mais uma volta: construir, testar, enviar, avaliar e entregar... As tarefas mais morosas são sempre as mesmas: o "construir" e o "avaliar". Nas aulas presenciais é idêntico, só que normalmente não preciso de "construir" porque está tudo no manual da disciplina. Sobra mesmo o "avaliar" que gasta sempre bastante tempo quer seja no presencial quer seja no digital. Se isto o assustou leia o conselho bónus 7!

5. As aulas em direto, vulgo videoconferência, onde o video é o que, efetivamente, menos importa, quando comparado com o áudio que é fundamental e a partilha de ecrã que é o nosso "quadro da sala de aula", têm características diferentes. Caso optem pelo seu agendamento, elas devem ser bem mais curtas e divididas em 2 tipos distintos. Tipicamente uma aula presencial de 90 minutos deve ser reduzida para cerca de 30 minutos máximo e de carácter expositivo e/ou demonstrativo com pouca (ou mesmo nenhuma) interacção por parte dos alunos. A seguir deve-se agendar uma outra aula em direto somente para tirar dúvidas onde se pode convocar toda a turma ou somente os alunos que não entregaram (ou entregaram incompleto) o trabalho da semana, via plataforma de ensino. Se esta for o Google Classroom até já nos permite associar um endereço permanente de video conferencia à disciplina para facilitar o agendamento de estes momentos síncronos com hora marcada.

6. Evitar a todo o custo manter conversas com alunos via email individual, é desorganizado, não tem hierarquia e consome muito, mas muito tempo. Deve em alternativa utilizar um Grupo (que tem associado um email de grupo) mas atenção, já gastámos demasiada tinta sobre os equívocos que alguns de nós insistimos em fazer sobre o assunto, assim, e só se for o caso, não deixe de ler esta entrada [sobre emails de grupo]. Mais uma vez se estiver a utilizar o Classroom tem a vida facilitada e pode dispensar a criação de um Grupo, pois o seu fórum central (Stream) permite manter uma certa comunicação que pode ser mais ou menos "ruidosa", dependendo da sua configuração.

[Conselho bónus] 7. Relaxe, respire fundo - estamos TODOS a fazer o nosso melhor e a mais não devíamos ser obrigados. Partilhe estes conselhos com os seus colegas e amigos, coma (poucos) ovos de chocolate e tente converter este enorme momento de crise numa (pequena, que seja) oportunidade de aprendizagem.

Temas antiguos...